Você está aqui: Home

Setembro Verde

Rate this item
(2 votes)
30
Nov
2017

Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), em 2015 serão registrados 33 mil casos de cólon e reto. Para alertar a população sobre as formas de prevenção da doença, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), em parceria com a Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino (Abrapreci), realizará pela primeira vez a campanha Setembro Verde.

“A grande qualidade desse tipo de ação é trazer para o público formas eficientes de evitar o câncer do intestino. Uma campanha bem elaborada e bem direcionada salva vidas, compromisso fundamental de toda sociedade médica”, destaca Ronaldo Salles, presidente da SBCP.

Excluindo-se o câncer de pele não melanoma, o câncer colorretal é o terceiro tipo mais incidente no país (atrás apenas do câncer de próstata, com 69 mil novos casos previstos, e o de mama feminina, com 57 mil), mas um dos poucos tumores com alta chance de prevenção. Basta retirar, por meio de colonoscopia (exame que consiste na introdução no reto de um tubo flexível com uma minicâmera acoplada), os pólipos eventualmente encontrados. Os tumores se originam de pólipos que, inicialmente, são benignos.

Prevenção

Idade acima de 50 anos, dieta com alto teor de gordura, carnes, baixo teor de cálcio, obesidade, sedentarismo e tabagismo estão entre os fatores de risco. Algumas doenças crônicas do sistema digestivo, como a doença de Crohn e a colite ulcerativa, também estão relacionadas ao câncer de intestino, assim como alguns tumores ginecológicos.

A recomendação é realizar a colonoscopia a partir dos 50 anos. O presidente da SBCP esclarece que quem possui parentes de primeiro grau com câncer intestinal ou pólipos deve ficar mais atento e procurar o coloproctologista a fim de saber a melhor época e frequência para realização do exame.

Em geral, a doença pode ser prevenida com hábitos como: ingestão de fibras (25 a 30g por dia), frutas e verduras (duas xícaras e meia por dia), baixo consumo de gordura (principalmente as de origem animal como carne vermelha e queijos), prática regular de exercícios físicos e evitando-se o tabagismo e a ingestão exagerada de álcool.

O câncer colorretal geralmente não apresenta sintomas em estágio inicial. “Por isso é importante que pessoas após os 50 anos sejam submetidas à colonoscopia, mesmo que não apresentem queixas”, ressalta Salles. Quando não detectado inicialmente, pode causar perda de sangue nas fezes, dor abdominal, massa abdominal, alteração do ritmo intestinal, vômitos e náuseas, emagrecimento e anemia não explicados por outras causas.

Após detectada a doença, a recomendação de Salles é remover o tumor. “Se a cirurgia for considerada muito perigosa para um determinado paciente ou inviável nos casos muito avançados, optamos por não a realizar. De forma complementar, em alguns casos se recomenda quimioterapia e radioterapia”, afirma Salles. A boa notícia é que as chances de cura superam 60% quando considerado o total de casos diagnosticados e corretamente tratados.

 

Fonte: www.sbcp.org.br

Schwartz & Paiva

Marque sua consulta através do número (82) 3327-4500 ou pelo e-mail marcacao@spclinica.com.br

Website: www.joomshaper.com
sound by Jbgmusic

Missão

  • Oferecer excelência e humanismo na qualidade das soluções em saúde, que se propõe a prestar, aos clientes que procurarem esta instituição

Visão

  • Ser reconhecida como liderança, ocupando a vanguarda na Assistência Médica.

Valores

  • Ética
  • Humanismo
  • Excelência
  • Qualidade
  • Pioneirismo